Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 66.028 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Bruno Pacheco – Da Cenarium

MANAUS – O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) determinou nesta quinta-feira, 21, que as novas eleições municipais em Coari, a 363 quilômetros de Manaus, no Amazonas, aconteçam no próximo dia 5 de dezembro. A decisão ocorre após o imbróglio na Justiça que culminou na cassação do ex-prefeito Adail Filho, e do vice, Keitton Pinheiro, que foram reeleitos em 2020.

Segundo nota divulgada pelo TRE-AM, a Corte Eleitoral analisou a decisão proferida pelo ministro Carlos Horbach, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que determinou a imediata realização de novas eleições majoritárias em Coari e, com base em critérios técnicos que delimitam o tempo necessário para realização de um pleito, definiu o tempo necessário para o nova data.

“Está definida, portanto, a data de 5 de dezembro de 2021 para a realização da eleição suplementar para o Executivo Municipal de Coari. O TRE-AM logo divulgará o calendário pertinente ao pleito, com as datas desde o início do registro de candidaturas até a diplomação dos eleitos”, diz trecho da nota.

Fim da ‘dinastia’

Adail Filho e Keitton Pinheiro foram eleitos nas eleições municipais de 2020, em Coari. Eles, no entanto, não chegaram a assumir os cargos de prefeito e vice do município por conta da decisão do TRE-AM que pôs fim à “dinastia” da família Pinheiro. A Corte Eleitoral entendeu que Adail estaria indo para um terceiro mandato consecutivo do mesmo núcleo familiar, já que o pai dele, Adail Pinheiro, foi prefeito da cidade antes do mandato do filho, mesmo também sendo cassado.

Veja também: Justiça barra ‘dinastia’ da família Pinheiro em Coari, no AM, e município terá nova eleição suplementar

Adail Filho ao lado do pai, Adail Pinheiro (Reprodução/Internet)

A decisão do TRE-AM atende a ação da Coligação Ficha Limpa para Coari, do ex-candidato a prefeito da cidade Robson Tiradentes (PSC), e leva em consideração a impugnação impetrada na Justiça pelo estudante de Direito Raione Cabral de Queiroz e por Rafael de Souza Rosário.

Confira também: Universitário vai à Justiça pedir fim de ‘reinado’ da família Pinheiro em Coari, no Amazonas

Em abril deste ano, o ministro Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), negou recurso de Adail Filho contra a decisão do TRE-AM que o afastou da prefeitura. O fim da dinastia da família Pinheiro, no entanto, só foi confirmada no começo de outubro deste ano, quando o TSE manteve a decisão da Corte Eleitoral do Amazonas.