Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 66.028 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Bruno Pacheco – Da Agência Amazônia

MANAUS — Após rompimento e o naufrágio de parte de uma das plataformas de embarque do Cais das Torres, no ‘Porto de Roadway’, o Porto da Manaus Moderna, no Centro da cidade, a administração do local informou haver “indícios de sabotagem”. Segundo nota da direção, as tampas de vedação das boias da plataforma foram roubadas, o que originou o acidente.

O naufrágio aconteceu no fim da tarde de sexta-feira, 17, assustando as pessoas que estavam próximas ao local em que a estrutura afundou no Rio Negro. De acordo com o Porto de Manaus, nenhuma embarcação foi danificada, ninguém ficou ferido e também não houve danos ambientais, mas as atividades na plataforma flutuante estão paralisadas.

“O Porto de Manaus informa que há indícios de sabotagem no flutuante das torres. Foi verificado que as tampas de vedação das boias foram roubadas. Em mais um ano de cheia histórica na capital, duas ou mais linhas de boias se desprenderam devido à pressão da água por baixo contra o peso de caminhões e cargas por cima. Fato ocasionado pelo furto das tampas”, informou o Porto de Manaus, em nota.

Ainda conforme a administração, a estrutura que afundou será retirada da água para restauro e uma parte nova será posicionada no Roadway para “minimizar problemas operacionais e garantir o pleno funcionamento de flutuantes antigos que permanecem íntegros”.

“A Equipe de Manutenção da Empresa de Revitalização do Porto de Manaus S/A já está no local, preservando a segurança de todos, com a situação sob total controle. Além disso, está em contato com as autoridades para fazer o levantamento de danos, apurar os fatos e recuperar a área o mais breve possível. A Empresa de Revitalização do Porto de Manaus S/A está comprometida em auxiliar e esclarecer qualquer questionamento”, comunicou, na nota, administração do porto.

O acidente no Porto

O episódio que levou a plataforma afundar no Rio Negro aconteceu por volta das 17h15 de sexta-feira, 17. Imagens do acidente foram compartilhadas nas redes sociais e mostram parte da estrutura do Porto do Roadway se rompendo lentamente, enquanto pessoas que estavam no local acompanham o naufrágio e as embarcações se dispersam.

Nesse sábado, 18, a Marinha do Brasil, por meio do Comando do 9º Distrito Naval, informou sobre a instauração de inquérito para investigar o caso e que uma equipe de inspeção naval da Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental foi direcionada ao local do acidente para coletar informações.

“Assim que concluído e cumprido as formalidades legais, o inquérito será encaminhado ao Tribunal Marítimo”, destacou o órgão, em nota.

Em outra nota, a Marinha do Brasil comunica a paralisação das atividades no terminal flutuante do Cais das Torres, por tempo indeterminado, para resguardar a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana e a poluição hídrica.