Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 66.028 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Reprodução/Secretaria de Saúde RJ
Reprodução/Secretaria de Saúde RJ

Foi preso na manhã desta sexta-feira (10) o ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro Edmar Santos. Ele estava sendo investigado por irregularidades nos contratos de Saúde do Rio durante a pandemia do novo coronavírus.

Edmar vai responder por organização criminosa e peculato. O Tribunal de Contas do Estado já apontou suspeita de fraudes em contratos firmados sem licitação na compra de respiradores, oxímetros, medicamentos e contratação de leitos privados. Estima-se que o Governo do RJ gastou cerca de R$ 1 bilhão para fechar esses contratos emergenciais. Outras sete pessoas também estão sendo investigadas.

A prisão do ex-secretário, que ocorreu em sua residência em Botafogo, faz parte do novo desdobramento da Operação Mercadores do Caos, com mandados expedidos pelo Juízo da 1ª Vara Criminal Especializada da Capital. Outra residência de Santos, em Itaipava, também está sendo apreendida, além de seus telefones celulares, computadores e pen drives.

A Justiça também deferiu o arresto de bens e valores de Edmar até R$ 36.922.920,00, que segundo a MP, é o equivalente aos recursos públicos desviados em três contratos desviados da compra de respiradores.

O Ministério Público do Rio de Janeiro ainda afirma que Santos seguia exercendo influência política mesmo depois da descoberta do esquema de fraude e desvio de recursos.E ainda que o pedido de prisão preventiva foi usado para que ele, em liberdade, tomasse medidas de segurança e destruir provas.