Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 66.028 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Getty Images
Getty Images

Um estudo de pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, concluiu que o combate à corrupção reduz as taxas de mortalidade infantil. A pesquisa usou como base auditorias da Controladoria-Geral da União (CGU) no Brasil. 

As auditorias foram feitas em 1.949 cidades entre 2013 e 2015. Elas serviram para que os pesquisadores pudessem avaliar o impacto que causaram na saúde infantil e também das mães. Eles concluíram que ocorreram avanços nos municípios investigados. Neles, houve a redução de 6,7% acima da média nacional da mortalidade no primeiro mês de nascimento em relação a cidades não auditadas. 

Leia também: Brasil é o segundo país que mais aceitaria se vacinar contra a Covid-19, aponta pesquisa

As mortes no primeiro ano de nascimento diminuíram ainda mais (7,3%). O mesmo índice foi apurado nos casos de crianças de um a cinco anos. 

Melhorou também o atendimento pré-natal. O número de grávidas sem nenhuma consulta médica foi 12,1% menor nessas localidades. E a queda extra do nascimento de prematuros foi de 7,4%.

"É como se as auditorias obrigassem, nos anos sequentes, os gestores públicos a serem um pouco mais claros, com menos mau uso do dinheiro", afirmou Antonio Pedro Ramos, pesquisador da Universidade da Califórnia.

Leia também: Pesquisa diz que consumo de álcool na gravidez, mesmo em pequenas doses, causa prejuízos em crianças

Januária, no interior de Minas Gerais, é um exemplo de que a corrupção mata: sete prefeitos foram afastados depois que o Fábio Oliva e um grupo de moradores criaram a Associação dos Amigos de Januária, para fiscalizar as contas públicas. "Todos eles envolvidos com atos de corrupção", explicou.

Ele teve a iniciativa depois que o pai sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC), precisou ser levado para outra cidade por falta de médicos e estrutura na saúde e morreu no caminho.

"Acabou o combustível da ambulância e, logo em seguida, acabou o oxigênio, porque a pessoa que colocaram para acompanhar era um auxiliar de serviços gerais do hospital", contou Oliva. 

Leia também: Pandemia agravou desigualdade na educação, aponta pesquisa; falta de recursos é motivo

A CGU tenta melhorar a qualidade das políticas públicas dos municípios, como identificar possíveis irregularidades e má locação dos recursos por parte dos gestores. Além da controladoria, é fundamental que outros mecanismos também fiscalizem o uso do dinheiro público

"Se não for acompanhado de algum tipo de monitoramento ou transparência, não funciona. O dinheiro acaba sendo desviado de maneira intencional ou, simplesmente, o recurso é mal utilizado", disse Ramos.