Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 66.028 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Reprodução
Reprodução

Nesta quinta-feira (29), a cidade de Taguatinga, no Distrito Federal, foi palco de mais um caso de discriminação racial. Enquanto Alcides Jesus Santos gravava um vídeo com o pai, José Barbosa dos Santos, sobre a pintura da fachada de um shopping, uma mulher branca passou pelo local e disparou, “Negrada do inferno, vai pro raio que o parta”.

A filmagem registrou todo o momento. Uma policial militar à paisana e um militar do Corpo de Bombeiros que passavam pelo local se depararam com a situação e impediram que a mulher de 64 fugisse. Ela não teve o nome divulgado. Na tentativa de fugir do local, a mulher ainda chutou a PM.

De acordo com a Polícia Militar do DF, equipe acionada para atender uma ocorrência de suposto racismo se deparou com uma senhora bastante nervosa e com comportamento agressivo. As vítimas também relataram que foram xingadas e empurradas pela senhora.

Leia Também: Por que não homenagear uma mulher negra em vez do Borba Gato?

A agressora foi levada para a 21ª delegacia de Polícia e presa. Segundo a Polícia Civil, foi arbitrada fiança. Não foi divulgado qual o valor e nem se a quantia foi paga pela agressora. O caso foi registrado como flagrante de injúria racial e vias de fato.

O delito de Injúria racial acontece quando há ofensas à dignidade ou decoro, com uso de palavras depreciativas sobre a raça ou cor. Por outro lado, segundo a legislação do Brasil, o crime de racismo se refere à ofensa discriminatória contra um grupo ou coletividade.

Leia Também: O que está por trás do 'Baile de Favela' apresentado por Rebeca Andrade na Olimpíada de Tóquio