Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 66.028 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Reprodução/TV Cultura
Reprodução/TV Cultura

2 de novembro é a data em que se comemora o Dia Nacional do Samba. Um dos gêneros musicais mais festejados no Brasil não poderia ficar de fora da programação e da história da TV Cultura.

Para celebrar a data, separamos apresentações e entrevistas com os grandes nomes do samba que já passaram por aqui. Confira:

Na década de 70, o programa MPB Especial recebeu a primeira formação do grupo Os Originais do Samba, que tinha, entre seus integrantes, o humorista Mussum (1941-1994). Eles tocaram seus principais sucessos, falaram sobre a trajetória do grupo e experiências em outros países.

Em 2006, foi ao ar edição especial do programa Repertório Popular que resgatou apresentação gravada na década de 80, na qual a estrela do samba Elza Soares cantou ao lado do Conjunto Nosso Samba e do cantor João Nogueira (1941-200).

O samba também tem espaço dentro da nossa Roda Viva! O cantor Paulinho da Viola concedeu entrevista em 1989 e falou sobre a relação entre o ritmo e sua carreira.

Para falar sobre o carnaval e suas tradicionais escolas de samba, o programa também recebeu a carioca Dona Zica (1913-2003), sambista da velha guarda da Estação Primeira de Mangueira.

A diva Alcione esteve no programa Sr. Brasil e cantou o sucesso 'Duas Faces', de Altay Veloso.

Um dos mais premiados grupos de samba do Brasil, Fundo de Quintal relembrou os anos de carreira em apresentação no programa Ensaio, em 2015. "Histórico e emocionante para todos nós", disseram o músico Bira Presidente sobre a participação.

Neste ano, foi a vez de Nei Lopes estar no centro da Roda. Com mais de 350 composições gravadas por grandes nomes da música brasileira, ele falou sobre o samba e a cultura afro-brasileira.