Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 66.028 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Você é um dos milhares de brasileiros que está trabalhando em casa com equipamento próprio? Já parou para pensar o que pode acontecer se o notebook der pau? Ou se impressora travar ou a internet cair de vez?

Antes de se descabelar, sair chorando – e perder tempo precioso de trabalho –, respire fundo. Existe saída, tanto para evitar que o caos aconteça quanto para resolver tudo, reduzindo danos.

Foi para isso que preparamos esse guia de sobrevivência no home office. Conversamos com Daniel Tutida, presidente e cofundador da Eunerd (uma plataforma parecida com o Uber, mas que em vez de carros e motorista, disponibiliza técnicos em hardware e software) e Vinícius Jardim, especialista em reparo de placas e dono do perfil Dr.Tech.Oficial, no Instagram, onde ele ensina como cuidar dos seus equipamentos eletrônicos.

Vamos aos problemas:

Computador/laptop lento

Vários problemas podem causar lentidão, segundo os técnicos. Os mais comuns, são:

  • Poeira acumulada na ventoinha
  • Muitas aplicações rodando ao mesmo tempo
  • Problemas no HD
  • Líquidos que caíram no computador
  • Vamos por grau de desespero.

Grau de desespero suave: poeira

Ela pode ser o menor e o maior dos seus problemas. “Todos os computadores ou laptops têm um ‘cooler’, uma ventoinha para resfriar a máquina. Quando acumula sujeira nas hélices desse ventilador, ele faz barulho e fica menos eficiente: não resfria o computador. E equipamento, por consequência, esquenta e fica mais lento”, explica Jardim.

Para descobrir se esse é o seu problema, existe um truque: baixe (em sites seguros, geralmente o do criador do aplicativo, para evitar que “malwares” venham de brinde) um programinha chamado HWMonitor Pro. É gratuito e ele mostra a temperatura de seu computador. “Qualquer coisa acima de 180°C é sinal de erro e é bom procurar um técnico antes que tudo dê muito errado”, diz Jardim.

Grau de desespero suave: aplicativos em segundo plano

Se você tem Windows, vários aplicativos começam a rodar quando liga seu computador. Mas você não precisa de todos eles. E quanto mais aplicativos rodando ao mesmo tempo, mais lento o computador fica.

Para resolver, basta desativar a inicialização desses aplicativos ao ligar o computador. Assim, você evita que eles fiquem rodando em segundo plano. Digite, naquela barrinha do menu inicialização do Windows: Aplicativos em Segundo Plano. Uma janela com todas aplicações será aberta e você seleciona as que quer que rodem automaticamente e a que só usara quando quiser. “A maioria pode ser desativada”, diz Jardim.

Grau de desespero médio: reset tudo

Vários problemas no seu computador podem ser resolvidos de uma única forma: ressetando tudo. Desligue o computador, tire tudo da tomada e desconecte baterias (se houver). Deixe a máquina descansar desligada por pelo menos dez minutos. “Se for algum defeito básico, esse procedimento pode resolver”, diz Jardim.

Grau de desespero pesado: HD

Se seu problema não é a poeira nem aplicativos em segundo plano e o reset não deu jeito, as chances do erro estar no HD são muito grandes. Nesse caso, só um técnico vai poder te ajudar. Uma boa dica é colocar um SSD: o “solid-state drive”. “Depois de colocar um SSD, é outra vida. O computador acelera dez vezes mais”, diz Jardim. Essa peça custa cerca de R$ 500.

Como saber se seu computador tem ou não o SSD?

Abra o Explorador de Arquivos no Menu Iniciar ou Barra de Tarefas do Windows. Na coluna da direita, procure por Disco Local (C:). Clique com o botão direito do mouse sobre ela. Na caixa que aparece, escolha a opção Propriedades e, depois, vá à aba Ferramentas. Ali, clique no botão Otimizar e desfragmentar unidade. Se aparecer somente Hard Drive, você não tem o SSD. Se aparecer, além do HD, Solid State, você tem.

Grau de desespero pesado: derrubou líquidos na máquina

Jardim diz que um dos problemas que ele mais resolve em sua oficina são causados por líquidos que caem no equipamento. Vão de água a xixi de gato. “Não basta secar com secador ou por no arroz”, diz ele. “O problema não é só a umidade: quando um aparelho energizado entra em contato com líquidos, acontece uma reação química. Minerais se acumulam nas peças. Então, quanto antes você procurar ajuda profissional, maior a chance de recuperação e menor o custo do serviço. Esperar só agrava tudo”.

Onde buscar ajuda?

Esqueça o primo de não sei quem que mexe com computador. Enfrente o problema de maneira séria. Quanto mais mambembe for a solução, pior será o desempenho de suas máquinas. Por isso, a dica é procurar profissionais certificados, que dão nota fiscal e garantia pelo serviço.

Se você não conhece ninguém para te ajudar, uma dica é buscar serviços como o GetNinjas e o encontreumnerd.com.br, do Daniel Tutida. A plataforma, batizada de Eunerd, funciona como o Uber. “Temos mais de 25 mil profissionais treinados e certificados cadastrados. Pela plataforma, a gente junta o técnico com quem precisa do serviço dele”, conta Tutida.

A Eunerd só atende empresas. Mas para ajudar pessoas em home office, a Eunerd também indica – sem custos – um profissional para ajudar na hora do desespero. A ajuda pode ser online ou presencial. O preço do serviço é combinado entre o prestador de serviço e o consumidor.

Outra coisa muito valiosa é procurar uma boa loja ou oficina de computadores e ter o contato desse profissional para quando for necessário. Assim, você não sai de cabeça quente para contratar o primeiro que aparece no olho do furacão.

Como evitar problemas?

Energia – Grande parte dos perrengues podem ser evitada se você eliminar oscilações de energia – o que é muito comum em toda rede de distribuição nacional. Para isso, um filtro de linha – ou melhor ainda, um nobreake – podem resolver, deixando a energia mais estável. Invista num nobreake com baterias (R$ 400 em média) porque se a energia cair, ele segura seus aparelhos funcionado por um tempo e você consegue salvar seus trabalhos.

Importante: a impressora não pode ser ligada no nobreake pois ela puxa energia de forma diferente, já que há resistências nela, como as de um chuveiro. O melhor é deixá-la fora da tomada e só ligar quando precisar usar.

Manutenção preventiva

Lembra da ventoinha com poeira? Para limpá-las, leve a um técnico para uma manutenção geral. Ela leva no máximo quatro horas para ser realizada e custa em média R$ 100. Além de usar aparelhos de ar comprimido para tirar a poeira (secador de cabelo, aspirador de pó e sopradinha não funcionam e ainda podem adicionar umidade), o técnico vai fazer um diagnóstico geral e você pode se prevenir de viver um dia de caos, com máquina parando bem no dia de entregar trabalhos. E economiza.

O mesmo vale para a impressora. Ela tem engrenagens que precisam ser lubrificadas pelo menos uma vez ao ano.

Evite:

  • Usar laptop em cima de almofadas, na cama ou diretamente no sofá
  • Deixar o gato se sentar no computador

Por que?  Tanto o bichano quanto a cama fofinha tampam a ventilação, aquecem a máquina, provocam lentidão – e aí porca torce o rabo.

Cuidado com malwares

Lembre-se sempre: nada é de graça. Nem joguinhos, nem programinhas. Ou você paga enviando dados, ou recebendo os famigerados malwares (softwares que danificam dispositivos, roubam dados e causam o caos).

A regra é não baixar nada. Não entre em sites suspeitos. Se precisar, baixe de sites seguros e conhecidos, geralmente o do fabricante do programa. Se não, junto com o download que você faz, vem aquele monte de pop ups de anúncios, sites que você não quer ver começam a abrir, mecanismos de buscas são instalados a sua revelia. É uma desgraça. “Os malwares muitas vezes são tão difíceis de desinstalar que a máquina precisa ser formatada novamente”, diz Tutida. Então fuja deles.

E se a internet cair?

Use a do seu celular. Se não der, tenha também um plano B: algum café, a senha do vizinho. Vale pensar nisso para não ser pego de calcas curtas.

Problemas com VPN

Muita gente que trabalha em casa para grandes empresas precisa usar esse dispositivo de segurança, que muitas vezes trava. “Geralmente, é incompatibilidade entre o VPN, o modem e/ou o roteador. Melhor falar com o suporte técnico da sua empresa.

Limpeza também é bom

Tenha sempre um pincelzinho limpo e seco para tirar poeira do seu teclado. Não use nenhum produto de limpeza em seus aparelhos.